8 years… with a forgotten drawing.

Já que eu prometi que ia voltar, vamos a isso. Nem que seja um post por mês apenas.

Devido ao meu senso de linearidade sempre a me espezinhar o juízo, estou escrevendo este post agora no dia 5, apenas para salvá-lo e postar no dia 8, quando o blog de fato completa 8 anos. Mas não tenho paciência para esperar, e como este é o meu “quarto de bagunça”, vou postar hoje e mesmo e acabou-se. 3 dias de diferença não vão me matar.

Enfim… lá se vão 8 anos desse blog, iniciado em 2011. Muitos altos e baixos (mais baixos, eu diria), muito mimimi, muita reclamação, uma ou outra alegria, os sempiternos cansaço e desmotivação. Relendo alguns posts antigos, fico um tanto constrangida de ver como os mesmos temas se repetem. Felizmente ninguém lê isto aqui, então as minhas vergonhas ficam comigo apenas. Ao menos experimento um pouco de catarse em meio às minhas chochas misérias (nossa, isso soou quase poético)!

Eu planejava iniciar 2019 postando coisas novas, mas a maioria do que produzi até agora são estudos; nada muito interessante de se postar, mesmo neste muquifo aqui… mas não serei tão pessimista desta vez. Tenho sim um ou outro desenhozinho pronto, uns deste ano, outros do ano passado. Como o ano mal começou, os do ano passado ainda são recentes, então passa.

Mas para comemorar, resolvi postar isto aqui, feito mais de dois anos atrás. Apesar de antigo, gostei muito deste desenho, e não sei porque esqueci de postar. Foi feito devido a um desafio do Inktober, onde o meu coleguinha Jakub Javora desenhou para mim uma linda princesa inspirada no Orientalismo. Já o seu pedido foi que eu desenhasse um “homem maduro e barbado com muitas jóias”. E saiu isso aqui. Meio turso, meio árabe, meio marroquino, uma mistura só. Mas me fez sair um pouco da minha zona de conforto, e apreciei fazê-lo.

Pelo que ando estudando (e posso dizer que com regularidade, para gáudio meu), acho que aos poucos estou retomando o gosto por desenhar, que imaginava perdido. Talvez por estar mais realista, com expectativas menores, com menos pressão na cabeça. Continuo não achando o que faço grande coisa, mas ao menos isto não tem sido impeditivo à produção. Espero continuar assim.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s