Early Environment Studies IV

sketch_scene4E de novo o tempo passa e passa. Pensei que iria voltar a trabalhar em casa esta semana, mas o fato é que adiei novamente devido à necessidade de mudanças no meu home office, por questões de saúde: ou eu o adapto às exigências do meu corpo miúdo, ou vou ter dores e crises de tendinite ad infinitum. Como já decidi não economizar, tenho 3 compras a fazer: uma nova cadeira, uma nova mesa e um novo computador (este último é necessidade técnica mesmo – o meu velho PC já anda muito combalido).

A cadeira já foi comprada e montada, depois de muito esforço e muito auto-xingamento por ter montado as peças de forma errada mais de uma vez. Ainda estou me adaptando, mas quero ver como ela vai afetar (positivamente, espero) a minha maneira de trabalhar.

Então, já posso retomar o antigo ritmo pretendido (ao menos 1 hora de trabalho/dia). Vamos ver como isso vai se dar. Ao menos já escaneei tudo o que sobrava de meu moleskine já quase no fim, então após esta série de estudos voltarei as ‘posts de papel’ por um tempo. Agora, vamos ao que falta da série de estudos de cenários.

Não preciso dizer que neste aqui, eu já andava muito sem paciência. É a continuação do post anterior, onde eu deveria narrar uma pequena história na cena desenhada. Vamos a elas, sem mais delongas.

1 – Básica cena medieval, um cavaleiro saindo de uma floresta, vislumbrando um castelo entre colinas, ao longe. Fiz depois de assistir Robin Hood com o Russell Crowe;

2 – Um pescador e um peixe mágico. Acho que li em algum canto uma história assim;

3 – Cenário de guerra, destruição, um soldado solitário caminhando em alerta. Nada que Call of Duty já não tenha explorado à exaustão;

4 – Um cenário ‘grego’ no céu, elfos alados voando.  Da minha sempiterna ‘mitologiazinha de bolso’;

5 – Uma ilha voadora, um balão em primeiro pra dar dinamismo… só ficou feio mesmo; -_-

6 – Naves + PURA PREGUIÇA. Digo mais nada;

7 – Ninjas indo atacar um vulcão em erupção? Não tenho ideia do que estava pensando aqui;

8 – Mais uma cena subaquática, porque o fundo do mar vai ser sempre um lugar atraente pra mim. A ideia veio direitinho desta foto maravilhosa;

9 – Penhascos, ruínas, vista inclinada, típica de cenas de fantasia. Nada de mais aqui.

Bem, como já deu pra ver, cenários não são meu forte… depois dessa série, prometo que volto a postar gente.😛

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s