Early Environment Studies III

sketch_scene3E de novo deixo passar o tempo… mas dessa vez tenho uma justificativa plausível.

Tive uma crise de tendinite, da qual ainda estou em recuperação. Devido à dor no braço e nos ombros, tive de diminuir o ritmo de trabalho na Frima*, e não pegar no computador em casa. A semana passada representou uma grande queda de produção (tanto em casa quando no trabalho), o que me rendeu um estresse sem fim. Deveria estar de repouso no final de semana; entretanto, ficar sem fazer nada põe-me louca, de modo que acabei indo fazer arrumações no closet e jogar coisas fora.

O que aconteceu, então? Não estou de todo boa, mas voltei a trabalhar em casa, na 1 hora por dia que gostaria de manter como hábito. E percebo que preciso urgentemente de uma mesa e uma cadeira nova… fora que também preciso de um computador novo, já que o meu anda nas últimas.

E agora que me justifiquei, vamos ao trabalho.

Mais estudos de cenários… dessa vez, eu tinha a incumbência de deixar clara a ocorrência de uma história, o que faria desses estudos ‘cenas’, mais propriamente dito. Vamos ao que imaginei;

1 e 2 – Cenas submarinas, numa espécie de Atlântida. Para variar, fiz a cidade subaquática ser vista de cima e depois de baixo;

3 e 4 – Cenas aéreas, templos antigos em ilhas penduradas no ar. Imaginei as moradas dos meus elfos alados (da minha ‘mitologiazinha de bolso‘), tanto que na cena 4 mostrei os pezinhos de um deles, como se estivesse a olhar para a terra de cima de seu pedestal;

5 e 6 – Cenas ‘orientais’, com pagodes pontudos entre juncos e pontes. A cena 6 veio com a lembrança dos cenários do Samurai Jack.

7, 8 e 9 – Cenas desérticas, com um quê de futurista – afinal, eu queria essa pirâmide flutuante de todo jeito! tentei variar os ângulos para dar algum interesse, mas não resolveu muito. Paciência.

** Esqueci de comentar que fui admitida na Frima Studios daqui do Québec, depois de quase um ano de muita ralação. Só tenho de dar graças a Deus por isso, apesar da necessidade premente (e sempre adiada) de tirar férias. E de novo volta o mote: paciência.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s