Early Environment Studies II

2E se repete a já batida história de ‘deixei o tempo passar, etc, etc’. Dessa vez tenho uma justificativa, estava trabalhando numa ilustração e finalmente a levei a termo ontem; no entanto, minha velha tendinite resolveu ‘dar o ar da graça’ e sinto um incômodo no braço direito desde então. Tentei dar algum descanso a ele hoje, a fim de não forçar – espero que amanhã esteja melhor!

E assim continua a série de estudos de cenário, no mesmo esquema do post anterior: thumbnails iniciais seguidos de algum detalhamento. Vamos ao resumo:

7 – Pensei numa espiral de Fibonacci aqui, para ver se dava mais interesse à composição. A idéia é a de uma espécie de labirinto gigante, com edificações sobre os muros em vez de serem plantadas ao chão;

8 – Pensei numa favela, cheia de casinhas encarapitadas nas paredes de uma enorme caverna, com ‘passarelas’ feitas de cordas a passar de uma casa à outra;

9 – Uma cena sci-fi, mas tendo a presença de um elemento antigo como as pedras de Stonehenge. Para o formato da estrutura ao centro, veio-me à mente a grande pedra onde Simba é apresentado, no filme O Rei Leão;

10 – Pensei num grande mercado oriental, ao ar livre, cheio de toldos e barracas coloridas;

11 – O velho tema das ilhas-pedras flutuantes… acho que a referência mais óbvia é Avatar.

12 – Uma civilização espalhada sobre o mar, entrevista de uma janela distante. Lembrei de Dubai, com suas miríades de ilhas artificiais.

E é isso. Ainda vem mais cenário por aí! Não terminei de postar todas as minhas malfadadas aventuras nesse campo.😛

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s