30 Years

6a00d83451b0bd69e2017ee5451766970d-800wiHoje não tem desenho, só um ligeiro ‘mimimi’. Isto porque hoje, dia 1 de janeiro de 2013, completo 30 anos.

Não sou do tipo de pessoa muito dada à reflexão. As pessoas costumam pesar o que fizeram no ano que se foi, e planos para o vindouro; mas eu não levo muito jeito pra esse tipo de coisa. Não fico imune às vagas promessas que sempre são feitas num início de ano, ainda mais porque, além de um novo ano, é sempre uma nova idade. Então, como este é o meu ‘quarto de bagunça’ (e que, felizmente ou não, é bem pouco visitado), posso dar-me ao luxo do ‘mimimi’.

Nunca esperei que viesse tão rápido, devo admitir. Por isso, nunca pensei muito sobre o que estaria fazendo aos 30 anos. Como nunca alimentei sonhos de família, não estou surpresa de ainda não ter me casado. Na verdade, estou mais surpresa pelo fato de ainda não ter uma vida tão independente quanto gostaria. Olho em volta e percebo que muitas amigas e conhecidas estão casadas e com filhos, outras noivas ou namorando há um bom tempo. Confesso que a questão sentimental, para mim, sempre foi posta em segundo plano; eu estava mais preocupada em ‘fazer carreira’.

E olhando para trás, vejo que minha carreira não foi tão longe assim. Na verdade a culpa é minha; eu deveria estudar mais, dedicar-me mais ao que eu realmente sei fazer. Acabei me deixando vencer pelo cansaço, preguiça, falta de foco e indisciplina. Tenho muitos arrependimentos, e este é um. A arte é um dos aspectos que mais me dá sentido à vida, e ter descuidado de algo assim é algo que não posso mais admitir. Mea culpa.

Outra coisa que tenho percebido é o meu profundo desinteresse pelas pessoas. Tenho a tendência de imergir no meu mundinho particular e viver numa espécie de realidade alternativa, onde as pessoas em redor são como sombras numa parede. Isto não está certo, e a consequência é dura: a inseparável solidão que parece permear-me a vida desde que tomei conhecimento de ser gente. Confesso ser algo que não sei ainda como resolver, mas sei que preciso me esforçar para fazê-lo. Mudanças requerem esforço, e eu sou uma preguiçosa contumaz. Existem maus hábitos que se arraigam na alma como um baobá na terra: arrancá-los exige machado, sangue e o resultado é um buraco enorme.

Os 30 anos oscilam; não são mais a frescura dos 20, nem a maturidade dos 40. É uma espécie de limbo, onde finalmente percebe-se o quanto a vida é fugaz – ao menos, é isto o que percebo quando olho para trás. Na verdade prefiro os meus 30 aos meus 15 anos; estou mais consciente do que nunca de que tempo e saúde são bens preciosos, que não devemos ousar desperdiçar.

Em 2013, espero malhar todos os dias. Espero ir a todos os médicos que preciso ir, sem adiar. Espero aprender alemão. Espero ganhar um pouquinho mais de grana, mesmo que isto signifique noites em claro. Espero desenhar melhor. Espero não ter preguiça de ouvir as pessoas e ter interesse por elas, a começar pela família. Casar, ainda não espero – mas espero que Deus multiplique a minha paciência e a minha fé.

Para encerrar, cito Balzac, um dos meus escritores preferidos, e quem ilustra o post:

A fisionomia das mulheres só começa a ter significação aos trinta anos. Até essa idade, em seu rosto os pintores só encontram o rosa e o branco, sorrisos e expressões que repetem um mesmo pensamento, pensamento de juventude e de amor, pensamento uniforme e sem profundeza“…

One thought on “30 Years

  1. Há algum tempo que não passo por aqui, mas que belo texto Cynthia. Creio ser um primeiro passo reconhecer as dificuldades e a partir disso tentar seguir em frente e consertar as coisas. Não sei va ler isso, afinal já algum tempo deste post, mas enfim… espero que já agora em abril tenha conseguido avançar um pouco mais nestas “questões”.
    Um abraço e não se esqueça de nós!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s