Vintage Gang

Os “últimos estertores” (nossa, que drama) do meu velho caderninho desbeiçado…

Estou há muito tempo com a ideia de um “baralho vintage fora-da-lei”, e estava em dúvida se me apropriava do visual dos anos 20, com suas melindrosas e gangsters, ou do finzinho do século XIX, com suas dançarinas de cancan e dândis… acabei escolhendo este último por seu ar mais vistoso, e comecei a rabiscar algumas ideias.

A mocinha à esquerda seria a Rainha de Copas; em vez de colocar simplesmente o coração vermelho como símbolo, decidi-me pela maçã-do-amor, bem rubra e brilhante. Imaginei-a sensual, mas ainda carregando algo de menina, nem que fosse nos cachinhos e no narizinho empinado e travesso.

Os dois brutamontes seriam duas versões que fiz para o Rei de Copas. Coloquei o símbolo como uma das tatuagens mais antigas, a do coração flechado, como um toque de humor, além de aludir à condição que imaginei para ele: ex-presidiário. Desnecessário dizer que a versão da direita agradou-me bem mais, pelo cartum sintético (e de mais personalidade, espero) que logrei obter.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s