Love Sucks

Passei quase o dia todo lendo o blog Corra Mary (primeiro dia de férias, vagabundagem absoluta) e depois de várias histórias de desencontros amorosos, tive a ideia deste desenho.

Inspirei-me nas lindas moças de Mathieu Forichon, tanto para o pincel meio granulado quanto para o “ar francês” que desejei aqui (ou  seja: cigarro, vinho e cara blasé). Para o corpo alongado, de nariz afilado e dedos esguios, o sempre lembrado Phobs.

No mais, as minhas próprias decepções amorosas para cimentar o restante… ia escrever “Love is an Illusion”, mas para quê dar uma de elegante aqui? O amor, ou pelo menos a ideia que vendem dele, é uma grande droga. Casais abraçadinhos arrulhando, são uma droga. Buquês alérgicos e musiquinhas melosas, são uma droga. Chamar o outro de “mô”, então, nem se fala… O curioso é que não me senti particularmente “amargurada” ao desenhar e escrever tudo isto; acho que se trata de uma certa revolta contra toda esta baboseira sobre “encontrar o amor da sua vida”. Concordo com os autores do blog: as pessoas deviam parar de ver tanta novela.

Mas eu vou parar por aqui antes que eu pareça uma daquelas solteironas, que morrem com o hímem intacto, 77 gatos no apartamento e um eterno pote de sorvete na geladeira. Deve ser a crise dos 30 se aproximando.😛

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s