Les gens, toujours les gens

… ou “as pessoas, sempre as pessoas”. Gente é o que gosto de desenhar, é o que sempre desenhei a vida toda. Gosto do ser humano, de sua forma, das expressões que pode assumir. Desde que me entendo por gente, foi gente o que sempre desenhei. E vou desenhar até a mão cair.

Aqui, só uma mistura de coisas: tentativa de “não-idealizações” (a negra à direita e o cara de óculos à esquerda) e mais uma incursão no cartum, inspirada, como sempre, pelo russo Phobs. Os 2 “rapazes alegres” foram baseados em seu Soldier Side, e a moça do meio, um retratinho meio cartum da minha colega de classe Carmi.

3 thoughts on “Les gens, toujours les gens

  1. Gosto bastante de suas iniciativas de desenhar pessoas “reais” e neste caso não foi diferente. A colega de classe está perfeita!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s